Please reload

Recent Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Featured Posts

Aprender automação na prática ou aprender CLP com chavinhas e leds?

October 3, 2017

 

É muito comum as pessoas perguntarem se o nosso curso de automação industrial na prática é um curso de CLP. E a resposta é não. O nosso curso é mais que um curso de CLP.

 

Um curso de CLP tem como objetivo ensinar as pessoas a programarem CLPs. Ou seja, o foco do curso está no equipamento, na linguagem de programação, nas instruções, na configuração de hardware, nos módulos de entrada e saída. Esses cursos normalmente são ministrados em laboratórios com bancadas que possuem “chavinhas e leds”, onde os alunos podem simular estados de entrada e observar estados de saídas. Dessa forma, é possível aprofundar em detalhes específicos do controlador, mas somente com esses recursos não é possível expandir o curso para sistemas de automação propriamente ditos.

 

No nosso curso de automação na prática, os alunos aprendem a desenvolver projetos de automação para máquinas e processos de diversos tipos. No processo de desenvolvimento dos projetos, eles interpretam diagramas elétricos, estudam o funcionamento dos equipamentos, definem estratégias de controle, e SIM, eles desenvolvem MUITOS programas para CLPs, testam e simulam.

 

Entendeu a diferença? No curso de automação, os alunos interagem MUITO com o CLP. Eles aprendem a programar, desenvolvem aplicações, estudam as instruções, interpretam códigos etc. Só que o foco não é o CLP, mas sim desenvolver projetos e controlar máquinas utilizando CLPs.

 

No curso de automação, o aluno primeiro é apresentado ao desafio(projeto a ser desenvolvido ou problema a ser resolvido) e só depois recebe os conteúdos e as orientações para avançar. Por isso o curso é eficaz! Os alunos aprendem sabendo onde irão aplicar os conhecimentos e já colocam a “mão na massa”.

 

Por fim, o termo NA PRÁTICA, do curso, é talvez um dos mais importantes. Isso porque através do ambiente com realidade virtual o aluno tem experiências MUITO PRÓXIMAS da realidade industrial. Assim se prepara, de fato para os desafios da indústria.

 

Pense no seguinte: se entregarmos máquina de verdade ao dois alunos de graduação especificados abaixo:

  • Aluno 1: aprendeu “a programar CLPs” com bancadas didáticas que só possuem chavinhas e leds

  • Aluno 2: desenvolveu sistemas de automação para várias máquinas, programando CLP, interpretando diagramas, interagindo com painéis elétricos, sensores e atuadores no ambiente virtual.

Qual dos dois você acha que será capaz de desenvolver um sistema de automação para a máquina da melhor maneira e mais rapidamente?

 

Então, para que não hajam dúvidas:

  1. no curso automação industrial na prática os alunos aprendem a programar CLPs, mas o curso é MUITO MAIS abrangente que um simples curso de CLP com chavinhas e leds. Ao final do curso, os alunos têm a clara percepção de que ganharam competências para desenvolver sistemas de automação.

  2. os cursos de CLP convencionais são interessantes para quem já tem competência em automação, comandos elétricos, instrumentação etc e quer conhecer detalhes de um CLP específico.

Pronto! Agora cabe a você analisar e escolher o curso mais alinhado com os seus objetivos profissionais.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Follow Us

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Search By Tags
Please reload

Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2017  |  fábricasim® | De Lorenzo | MEKATRONIK®  |  Todos os direitos reservados / Todos los derechos reservados